3 ERROS QUE SE VOCÊ COMETER, PODEM LEVAR A SUA EMPRESA A FALÊNCIA

Tempo de leitura: 7 minutos

Atitudes que levam a falência da sua empresa.

Ter uma frustração com um negócio que não deu certo, que chegou a falência, é certamente algo que faz com que o empreendedor, pense seriamente em nunca mais buscar ser "seu próprio patrão".

Ruim também  é nunca ter criado um negócio, apesar de está cheio de ideias, devido a vontade ser menor que o medo desta frustração.

Riscos existem mesmo, e você deve se cobrir de informação e cuidados, afinal são tantos fatores que podem interferir e levar o negócio a falência, mas não deixe isso ser uma âncora que te prende e não deixe você crescer.

Não se preocupe que ainda neste artigo vou te apresentar soluções para acabar com este medo , te mostrando como melhorar suas chances.

Lendo uma pesquisa sobre motivos que mais  levam as empresas a falência, feita pelo Sebrae, serviço de apoio à micro e pequena empresa, destaquei 3 (e mais abrangentes) destes motivos, a saber:

  • Falta de planejamento
  • Copiar modelos Existentes sem nenhuma inovação
  • Descontrole do Fluxo de Caixa

 

Continue a ler este artigo, para saber em detalhes como eles se manifestam e o que você pode fazer para não cometer estes erros.

 

 #1  Inexistência de Planejamento

Não é de hoje que este item está em primeiro lugar entre os principais fatores para
que as empresas fechem de forma precoce e levem por água abaixo os sonhos de muitos empreendedores.

Para o SEBRAE em uma pesquisa recente, "aproximadamente 30% das empresas tenha sua mortalidade nos primeiros 2 anos. Há estados, como Pernambuco que chega a ter esse percentual em 40%"

Isso acontece porque no inicio a empresa tem poucos recursos, é praticamente desconhecida, e pouca margem para erro. Então, para isso é importante que haja um Plano  seja traçado.

Por mais que pareça estranho muitos empreendedores não pesquisam bem sobre o negócio que estão entrando, talvez por desconhecer que isso aumenta muito as chances de começar bem e de forma sólida o negócio,.

Quando falo em pesquisar bem, é ir a fundo, pesquisar os concorrentes, localização, principais produtos, fornecedores. Depois desta pesquisa inicial começar a fazer seu plano, ou melhor Ter o PLANEJAMENTO do seu negócio.

Este planejamento deve considerar entre outros pontos igualmente importante;

  • Público Alvo (quem serão seus clientes);
  • Expectativa Receita mensal (Venda dos produtos/serviços);
  • Investimento inicial (reforma de local, máquinas e equipamentos, estoque inicial);
  • Custo fixo mensal (aluguel, salários, água , luz, etc );
  • Custos Variáveis e despesas variáveis (custos de aquisição de produtos/serviços vendidos, matéria prima, consumos atrelados a produção, comissões)

 

Nos artigos que publiquei aqui:

- MAIS CHANCES DE SUCESSO AO CRIAR UM NEGÓCIO
- A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO, E COMO ELE PODE AJUDAR VOCÊ

Certamente você vai entender como um bom planejamento pode ser o fator que vai proporcionar perenidade ao seu negócio.

 

#2 Copiar modelos Existentes sem nenhuma inovação

Copiar um modelo de negócio que já funciona e foi testado é algo que acontece com frequência, porém sem haver inovação ou melhorias, isto se torna  um erro. Isso porque cada local, tipo de negócio e público  tem características próprias que são únicas, e personalizadas a cada nova realidade.

Por este motivo, apesar de em um primeiro momento  o empreendedor ter uma certa vantagem, em médio e logo prazo isso acaba não se confirmando em bons resultados.  É altamente recomendável que aliada a esta inspiração, sejam acrescidos diferenciais competitivos, tanto no atendimento como no serviço.

É natural que que o empreendedor se inspire em modelos de sucesso, mas, deve fazer isso buscando inovar ainda mais produtos e serviços.

Isto fará com que a clientela veja um valor em sua marca, algo que lhe diferenciará dos demais, e isto, certamente fidelizará cada vez mais a eles, e o crescimento virá de forma orgânica e natural.

E para você saber se está realmente conseguindo agradar seus clientes, você pode "medir" o grau de satisfação do cliente, através de uma pesquisa para tal.

Neste caso, você pode pedir para que seus clientes, preencham de forma anônima, seu nível de satisfação com atendimento, produtos e serviços ofertados.

Isto lhe dará uma direção, de onde agir e a partir daí tomar atitudes para melhorar.

Sobre a importância de se medir resultados você pode saber mais lendo este artigo que escrevi sobre este tema:

       O QUE NÃO SE MEDE, NÃO SE PODE GERENCIAR

 

#3 Descontrole do Fluxo de Caixa

 

Um empreendedor deve (ele mesmo) administrar  seu negócio! Creio que você concorde com minha afirmação! Porém, muitos  empreendedores se prendem apenas a uma ou outra das atitudes básicas da administração, como por exemplo; apenas DIRIGIR o negócio.

Mas esta atitude por si só não é suficiente. Há também no ato de administrar outras atitudes igualmente importantes como  PLANEJAR (Que falamos no primeiro tópico deste artigo), ORGANIZAR e CONTROLAR.

Isto é algo que deve ser revisto " de forma Automática" e reavaliado com frequência.

Estas duas últimas atitudes esperadas de quem administra  (organizar e controlar), caem como uma luva, neste tópico, isto porque  alguns gestores simplesmente não organizam e não controlam seu fluxo de caixa (entrada e saída de dinheiro).

Organizar e Controlar um fluxo de caixa nada mais é que: saber (com detalhes) quais são as entradas e saídas, quantos elas representam e quando foram efetivamente realizadas.

Isto é feito para que ao monitorar você tenha tempo de se preparar e agir, como por exemplo, saber que em determinadas datas seu caixa deverá ter maior disponibilidade  para enfrentar as despesas, e não ter que recorrer a bancos.

Se você quer ser ser um bom gestor, ter sucesso nos negócios, deve trazer sempre as atitudes esperadas de um gestor, trabalhando juntas:  Planejar, Organizar, Dirigir e Controlar.

 

 

Um dica a mais, ainda sobre,  Fluxo de caixa é que  se já faz este controle em sua vida pessoal Organizando suas finanças (seu fluxo de caixa) verá que poderá fazer isso na empresa de forma intuitiva.

Se ainda não faz este controle, o artigo que fiz sobre Planilha de finanças pessoais, poderá ajudar: ENTENDA MELHOR PLANILHAS DE GASTOS PESSOAIS, E IMPULSIONE SUAS FINANÇAS

 

Concluindo

Sempre é bom poder tirar um fardo das costas, um peso que não deveríamos carregar por absoluta falta de informação,  certamente evitar que um negócio vá a falência;  Certamente você agora melhorou e muito suas chances de sucesso ao começar um negócio.  

Isto vale também para você que tem posto de Supervisão e Gerência, estas atitudes ou a simples atenção a elas poderão fazer com que mais degraus sejam alcançados na melhoria de sua carreira, uma vez que gestores que tomam para sim o negócio, conseguem melhores promoções e valorização.

Se você ainda está em dúvidas em que tipo de negócio montar, ou talvez queria uma opção mais segura, tente saber mais sobre negócios online. Escrevi dois artigos sobre este assunto aqui:

 

Eu adoraria saber a sua opinião sobre este artigo  através de um comentário logo abaixo.

E, caso ele tenha sido útil para você, aproveite para compartilhá-lo (basta clicar nos botões de compartilhamento ai abaixo), ficarei muito agradecido.

Obrigado e até o próximo.

 

Fonte da pesquisa: SEBRAE

Antes de ir, reforce suas habilidades lendo o artigo Como gerenciar uma empresa!